10 de novembro de 2018

Reportagem | Riverside + Mechanism @ Lisboa ao Vivo 2018

Foi no passado sábado que o público nacional pôde receber de novo os Riverside, um dos grandes nomes do rock progressivo da atualidade. A fotorreportagem é de Cécile Lopes para o The Music Spot.



A primeira parte ficou a cargo dos também polacos Mechanism que apresetaram o novo álbum, "Entering The Invisible Light".

1 de novembro de 2018

Lucky Who revelam avanço para o novo EP

Os nacionais Lucky Who acabam de revelar o rimeiro avanço para o novo EP 'Just Like California Dreamin'. Gravado n'A Toca por António Miguel Santos e misturado e masterizado por Makoto Yagyu nos estúdios Haus. Vídeo por Lucky Who.

31 de outubro de 2018

Samuel Úria lança hoje 1 mini-álbum, 3 vinis e 4 videoclipes

Temos boas notícias e óptimas notícias. Samuel Úria está de volta e tem canções novas! E são óptimas.

Podíamos dizer que Samuel está igual a si próprio ou cada vez melhor, como o vinho do Porto. Podíamos traçar-lhe o retrato tipo teimoso cantautor militante do panque roque neo-retro-redneck de patilhas. Rasurador de folclore rasteiro, melodias improváveis, hinos que inundam corações e canções que deixam românticos a transbordar, e a transpirar. É tudo verdade, mas o melhor é ouvi-lo e apreciar. E fá-lo-ão com apreço, decerto. Até porque é o próprio que confessa “o que eu sou nem sei mas sei”. Ora nem mais!


Podíamos dizer que há por aqui carradas de intertextualidade, citações em barda (coisa natural a um bardo!), que as letras são incríveis e por vezes até rimam, que nos inspiram e dão que pensar, que nos fazem sorrir e rir, espicaçam a curiosidade e convidam-nos a pesquisar, a consultar o dicionário e a googlar, tanto interpelam como arrepiam.

Ficam todas na memória e algumas para a História. Vão ser citadas e estampadas em t-shirts ou usadas como comentário, remoque, dichote. Muitas serão plagiadas, adulteradas, recauchutadas, mas já se sabe que toda a obra carrega a assinatura e o ADN do seu criador, e o resto “é crise, é carma, é o desterro, é tudo a apostatar”.

As óptimas notícias, não nos esquecemos. É que são 4 as canções novas, num mini-álbum, dedicado a quem vê o mundo meio-cheio, intitulado MARCHA ATROZ, porque para a frente é que se faz caminho.


E ainda melhor, temos finalmente em vinil, os três discos anteriores (e um é duplo). “Nem Lhe Tocava”, “O Grande Medo do Pequeno Mundo” e “Carga de Ombro” em vinil chegaram hoje às lojas. 

Incluem temas extra – “Chamar a música”, a eloquente canção que Rosa Lobato de Faria e João Carlos Oliveira compuseram para Sara Tavares, ganha nova vida; ou “Vital e sua moto”, uma versão de um dos primeiros temas do grupo brasileiro Paralamas do Sucesso que Samuel criou para o álbum "Caleidoscópio - Um Tributo Ibero-Americano aos Paralamas do Sucesso" - e novas vozes que se juntam agora à de Samuel Úria – Márcia, numa versão ao vivo de “Eu Seguro”; e a de Manuela Azevedo em “Carga de Ombro”, uma versão do tema homónimo do álbum de 2016 e que chega agora ao formato físico depois de ter sido divulgada no formato digital há um ano.

O mini-álbum está já disponível para escuta no maravilhoso novo mundo que é o digital, e será oferecido em formato CD na compra de qualquer um dos vinis.


E porque o tempo é de comemoração, Samuel Úria convidou Joana Linda para realizar um videoclipe para cada um dos temas de MARCHA ATROZ, já disponíveis no seu canal de Youtube.

[Comunicado de imprensa]

25 de outubro de 2018

Miramar, projeto de Frankie Chavez e Peixe, apresenta o seu single de estreia

Embora venham de diferentes latitudes e tenham experiências distintas, Frankie Chavez e Peixe estão unidos pelo seu trabalho com a Guitarra. Agora apresentam o primeiro single, "I'm Leaving" para o seu projeto em conjunto, Miramar, com um teledisco de imagens de arquivo de Jorge Quintela e editado por Margarida Sá Coutinho.


Peixe começou a dar nas vistas há mais de vinte anos, ao assinar o som musculado e inconfundível dos míticos Ornatos Violeta, mas isso foi só o princípio de uma longa e rica viagem. Seguiram-se os Pluto, as experiências delirantes dos Zelig, as mais do que muitas colaborações e o resultado de todo o estudo e exploração das possibilidades do seu instrumento de eleição em dois grandes discos a solo – “Apneia” e “Motor”.

Frankie Chavez tem-se afirmado, desde que se estreou em 2010, como um dos mais estimulantes músicos da sua geração. Inspirado pelo Folk, pelos Blues e pelo mais clássico Rock tem levado – quer sozinho, quer acompanhado – a sua música cada vez mais longe, tudo muito à custa da relação singular que desenvolveu com aquilo que foi sempre o princípio de tudo: a Guitarra.


Juntos e apenas munidos de um instrumento que se transformou na sua extensão natural, Frankie Chavez e Peixe, levam-nos a sítios onde nunca fomos e eles também não.

A sua música é rica, sem nunca ser excessiva. É coerente, sem nunca ser repetitiva. É uma estrada que se percorre de forma contemplativa e que ora serpenteia até ao cume da mais alta montanha, ora se deixa ir planante, pelo calor preguiçoso do deserto, mas sempre a levar mais longe o som daquelas cordas que ressoam em diferentes caixas, com ou sem electricidade, e sempre como se os dois aqui fossem apenas um.

O álbum de Miramar é editado em CD e LP em janeiro, pela Rastilho Records.

[Comunicado de imprensa]

23 de outubro de 2018

Dave Matthews Band regressa a Portugal em 2019

A banda premiada com um Grammy, vendeu mais de 24 milhões de bilhetes desde a sua criação e 38 milhões de CDs e DVDs conjuntos. Alguns dos muitos sucessos da Dave Matthews Band incluem "What Would Say", "Too Much", "Everyday", "American Baby", "Funny The Way It Is" e "Crash Into Me". Esta última música ganhou nova aclamação após a sua inclusão nas duas cenas principais do filme Lady Bird, cinco vezes nomeado para Oscar em 2017.


Enaltecendo a recente atuação no Hollywood Bowl em Los Angeles, a revista Variety proclamou: “Não há nada dado como garantido num concerto de David Matthews Band… Não há dois concertos que se assemelhem remotamente". A digressão da banda norte-americana de 2018 inclui dois concertos esgotados no Madison Square Garden em Nova Iorque.

Com o lançamento do novo álbum, Come Tomorrow, Dave Matthews Band tornou-se na primeira banda na história a estrear sete álbuns consecutivos em #1 na tabela da Billboard 200. O New York Times, na sua Escolha da Crítica observou “o otimismo desejado enche as músicas de ‘Come Tomorrow’ enquanto que cinismo e ironia não se encontram por perto”. A revista americana, Rolling Stone diz “o Matthews fica silencioso, contemplativo, e invulgarmente doce em músicas deslumbrantes como em 'Here On Out' e livre como em 'Black and Blue Bird'.

[Comunicado de imprensa]

22 de outubro de 2018

Time For T lança novo vídeo "Maria"e anuncia novas datas

A canção “Maria” fala do tema de infidelidade, um tema tão velho e usado quanto o amor. Fala do peso que temos quando fazemos coisas que não devíamos e os remorsos de acabar uma relação porque achamos que haverá alguém melhor para conhecer. 

"Oh Maria, it's all in your head. Give me one more chance even though I'll need ten"


O novo single pertence ao álbum de estreia Hoping Something Anything lançado em 2017 e gravado em Londres ao longo do ano 2016. Esta canção foi reescrita para fazer parte do álbum porque várias pessoas perguntavam pela música ao longo dos anos após ter saído uma primeira versão a solo nos inícios do projecto. Foi talvez a canção mais difícil em termos de direcção e produção no disco. 

O vídeo, realizado por Rafael Farias entre a zona de Barão de São João (Lagos) e Lisboa, representa a ideia de solidão e afastamento das pessoas que mais amamos por más decisões.

Time For T foram fundados em Brighton por Tiago Saga, um jovem de herança britânica, libanesa e espanhola que cresceu na Califórnia portuguesa - como o próprio apelida o Algarve. Enquanto estudava Composição Contemporânea na Universidade de Sussex, Inglaterra, Tiago Saga foi criando a sua própria sonoridade assente na world music e folk rock anglo-saxónica com outros músicos que foi conhecendo e com quem foi partilhando as mesmas inspirações: desde Bob Dylan a Ali Farka Toure. Tiago Saga (voz e guitarra), Joshua Taylor (baixo), Martyn Lillyman (bateria), Oliver Weder (teclas) - e outros membros honorários como Andrew Stuart-Buttle (violino), Harry Haynes (guitarra eléctrica) e Louis Pavlo (teclas) - formam os TIME FOR T.


De murmúrios a gritos melódicos, de voz rasgada e de guitarradas dedilhadas por ritmos tropicais, a banda apresenta uma sonoridade única e bem definida capaz de produzir diferentes emoções. Hoping Something Anything é o primeiro longa duração que sucede a três EPs que levaram o grupo a concertos desde Nova Iorque a Berlim, vários festivais nacionais (NOS Alive, MEO Sudoeste, Super Bock Super Rock, etc) e internacionais (Green Man Festival, Secret Garden Party, The Great Escape, etc), airplay na BBC Radio 1 e Antena 3 e ainda um número 1 nos Spotify UK Viral Charts.
[Comunicado de imprensa]

Agenda

19 Outubro / Friday Happiness / Tojeiro
20 Outubro / Atabai / Barao S. João
02 Novembro / Madalena / Faro
03 Novembro / Centro Cultural / Barão S. João
24 Novembro / Teatro Lethes / Faro
07 Dezembro / Teatro do Bairro / Lisboa

19 de outubro de 2018

Capitão Fausto revelam capa de disco e novo single

Depois de revelado "Sempre Bem", os Capitão Fausto aproveitam o Outono para revelar a capa do novo disco e o mais recente avanço "Faço as Vontades".


A capa é da responsabilidade de Vitor da Silva, ilustrador e designer gráfico que teve uma carreira extensa e diversa. Criou o grafismo de jornais notáveis como o “Expresso”, o “Tempo” e "Correio da Manhã". Desenvolveu grafismo para a fundação Calouste Gulbenkian durante 30 anos e foi professor na António Arroio durante 40 anos e na Escola Superior de Comunicação Social nos anos 90.

"Faço as Vontades" é retirado de A Invenção do Dia Claro, disco gravado nos Red Bull Studios São Paulo por Rodrigo "Funai" Costa, engenheiro de som responsável por dois discos vencedores de Grammys, assistido por Alejandra Luciani e Fernando Ianni e produzido e misturado em Alvalade pelos Capitão Fausto.

A masterização esteve a cargo de Brian Lucey no Magic Garden Mastering em Los Angeles, que já trabalhou com artistas como Beck, Arctic Monkeys, Last Shadow Puppets, entre outros.

Os Capitão Fausto são um dos nomes confirmados para o Super Bock em Stock a realizar nos dias 23 e 24 de Novembro em Lisboa.

[Comunicado de imprensa]