4 de novembro de 2019

William Tyler atua em Lisboa a 10 de novembro

William Tyler, nascido no Tennessee, colaborou com nomes sonantes da música americana como Lambchop, Wooden Wand, The Silver Jews e Bonnie Prince Billy entre outros. A sua maneira única de tocar guitarra assim como a sua personalidade cativante aliada a uma criatividade incessante, fizeram com que todas estas colaborações saíssem enriquecidas musicalmente e humanamente.

Mas... todas estas experiências levaram também William Tyler a considerar uma carreira a solo. 


Navegando musicalmente entre a country, o blues e algum experimentalismo, William Tyler lança em 2010 o seu álbum de estreia Behold the Spirit por uma pequena editora. Já o segundo disco Impossible Truth de 2013 assim como os restantes Modern Country de 2016 e Goes West deste ano, tem o selo da Merge.

Pelo meio, em 2015, William Tyler ainda produz o álbum de estreia homónimo do também guitarrista Jake Xerxes Fussell.


Grava ainda um disco ao vivo nos estúdios da Third Man Records de Jack White (The White Stripes), em 2016 e um outro em 2017 numa colaboração com os Six Organs of Admittance chamado Parallelogram a la Carte.

O músico norte-americano traz agora na bagagem o mais recente disco, "Goes West".

Site oficial: https://www.williamtyler.net/ 
Facebook: https://www.facebook.com/william.tyler.129
Instagram: https://www.instagram.com/williamtylertn

PREÇOS
Geral - 12€

[Comunicado de imprensa]

4 de outubro de 2019

Vencedores do Passatempo Festival Bardoada & AJCOI 2019


PASSATEMPO Festival Bardoada & Ajcoi 2019

Já são conhecidos os vencedores de bilhete para o Festival Bardoada & AJCOI:

Rita Piçarra Ramos
Luís Pereira
Miguel Rodrigues
Miguel Ferreira


Os vencedores devem apresentar o CC à entrada, mencionando que ganharam bilhete no passatempo do The Music Spot.

Obrigado a todos os participantes.

24 de setembro de 2019

Men On The Couch editam "Senso Comum" dia 11 de outubro

"Senso Comum" é o primeiro álbum gravado em estúdio dos Men On The Couch. Após vários anos a tocarem juntos, a banda madeirense decidiu aventurar-se no BlackSheep Studios em Sintra para eternizar as músicas acumuladas na gaveta. Assim nasceu Senso Comum, o primeiro trabalho discográfico da banda, que carrega todas as felicidades, desilusões, pensamentos e teorias que uns miúdos de 23 anos possam ter. Nesta viagem, Guilherme Gomes, João Rodrigues, Tiago Rodrigues e Francisco Sousa vêm mostrar que a Madeira não é só Poncha e Cristiano Ronaldo.


Depois do lançamento do primeiro single do álbum “Se eu morresse amanhã”, a banda vem revelar outras facetas da sua musicalidade, com algumas músicas mais calmas e outras para abanar ainda mais a anca. Ao longo das 11 faixas do álbum, os Men On The Couch abordam vários temas do domínio comum da nossa sociedade, com letras leves e fáceis de digerir onde o ouvinte tem espaço para rir, chorar, dançar, gritar e refletir ao som das guitarras melódicas características da banda.


Após os primeiros temas originais gravados de forma amadora, decidiram abandonar o inglês e rapidamente perceberam que era a decisão mais acertada. Ao escreverem as letras na sua língua mãe, os Men On The Couch conseguiram encontrar uma forma mais natural e óbvia de se expressarem na sua música. Com grandes influências da Pop Rock inglês e português e da Música Popular Brasileira, os madeirenses dão ao público 43 minutos de temas originais e refrescantes.

A capa do álbum é uma reflexão clara das canções. Cada faixa é uma história, e a cada faixa está associada uma ilustração. A junção de todas as ilustrações resulta na capa do álbum. A data de lançamento do álbum está prevista para 11 de outubro de 2019.

Os Men on the Couch são uma banda da nova geração de música vinda da Madeira e há mais de meia década que estão juntos. Antes eram apenas 4 amigos a fazer o que quer que os miúdos daquela altura faziam até que um dia sentiram a electricidade dos seus primeiros acordes na obscuridade do Sofá da cave da Dona Zita, e desde aí que não pararam mais.

[Comunicado de imprensa]

4 de setembro de 2019

Vencedores do Passatempo Festival F 2019

Já são conhecidos os vencedores de bilhetes diários para o Festival F 2019:

6 de setembro
Luís Manuel Justo
Regi Sousa

7 de setembro
Filipa Iria
Sandra Cavaco


Parabéns! Cada um ganhou uma entrada para o dia indicado.

Obrigado a todos os participantes!

21 de agosto de 2019

Time For T lançam videoclip "Screenshot"

“Screenshot” é o segundo single a abrir caminho para o álbum Galavanting dos Time for T a ser editado no próximo dia 4 de outubro. O tema foi lançado pela Street Mission Records, uma nova parceria feita entre a banda e a editora que começou em Londres, mas agora baseia-se em Lisboa e conta com outros artistas nacionais como Marinho e Niki Moss.


Com a guitarra acústica discreta, o baixo e a bateria a segurar o groove com facilidade e as guitarras eléctricas líquidas, tudo isto forma a cama perfeita para a voz se deitar confortavelmente em cima em “Screenshot”. Faz lembrar “Dreams” de Fleetwood Mac mas com um twist mais moderno. Afinal, esta canção é uma analogia que utiliza o telemóvel como ferramenta para avaliar a vida. "If I screenshot my life right now, would it be worth the backup on the icloud?" Estamos a viver uma vida digna de salvar para as memórias do futuro ou estamos cada vez mais preguiçosos com toda esta tecnologia a nossa volta?

“Esta foi a última canção a ser gravada para o disco e foi a única canção que construímos de cima pra baixo, ou seja, normalmente gravamos a bateria e o baixo e depois vamos adicionando vozes e guitarras mas, neste caso, como a canção era fresquinha, começámos com voz e guitarra e só depois fomos adicionando os instrumentos. Acho que este processo influenciou muito o som, que acabou por ficar mais calculado e simples. Tudo foi gravado numa casa de campo perto de Madrid menos as baterias, que foram gravadas mais tarde no Estúdio Camaleão em Lisboa.”

[Comunicado de imprensa]

26 de julho de 2019

Um livro para comemorar 10 edições de BONS SONS

BONS SONS x 10: Uma Aldeia em Manifesto é o livro que celebra os 13 anos e as 10 edições que o BONS SONS completa este ano e que revela muitas histórias da vida do festival. O lançamento é no dia 8 de agosto, às 15:00, dia em que começa o festival.

Produzido em parceria com as Edições Escafandro, o livro faz o percurso do festival e retrata os artistas que fizeram parte da sua história, desvendando curiosidades, momentos felizes, dramáticos e relatos inéditos sobre tudo o que lá se passou. Para isto, foram desafiados vários ilustradores para partilharem a sua visão sobre o que é o BONS SONS e os artistas que por lá passaram. As ilustrações são de Ângela Vieira, Joana Ray, Nuno Saraiva, Pedro Brito e Silvia Belli e os textos são da autoria de Rita Nabais, Nuno Matos Valente e João Neves (Edições Escafandro).


Na capa, quem dá as boas-vindas são os ilustres homenageados que dão nome aos palcos: Lopes-Graça, Giacometti, Aguardela, Amália, Zeca Afonso, Agostinho da Silva e os mais recentes António Variações e Carlos Paredes. No interior, cada edição do BONS SONS surge representada de acordo com a imagem gráfica que a marcou e todas juntas dão a conhecer o festival, a comunidade que o faz e parte da cultura portuguesa.

Resultado de um trabalho exaustivo, BONS SONS x 10: Uma Aldeia em Manifesto foi feito com muito amor sobre o que tem acontecido em Cem Soldos ao longo destes anos, por onde já passaram centenas de milhares de visitantes, muitos milhares de horas de trabalho e milhões de emoções.

Um livro para todos aqueles que querem recordar as memórias do festival e redescobrir os seus concertos favoritos, mas também para todos aqueles que nunca foram à aldeia e que ainda não sabem bem o que lhes espera porque nunca foram ao festival. Mergulhar neste livro é a melhor maneira de descobrir que as memórias do BONS SONS não são só feitas de música mas de atividades, jogos, conversas e um sentido de comunidade e partilha com esta aldeia que acolhe milhares de visitantes. E este livro tem esse objetivo: o de ser partilhado por adultos, crianças e famílias inteiras.

BONS SONS x 10: Uma Aldeia em Manifesto estará à venda no BONS SONS de 8 a 11 de agosto por 12,50€.

25 de julho de 2019

Festival Under the Doom 2019

Os PARADISE LOST são cabeças de cartaz dia 8 de Dezembro, e os HEAVENWOOD uma das bandas que irá atuar na mesma data, partilham o palco também com os Alemães DISILLUSION ou com os Britânicos DARKHER.


O dia 6, será considerado o “dia 0” do festival com três bandas a divulgar brevemente. O dia 7 já com algumas bandas divulgadas entre elas os ALCEST também como cabeças de cartaz.

Os Passes gerais para 3 dias estão já disponíveis com uma oferta limitada de 100 unidades a um valor "low cost" de 50€ (atenção que o stock já está muito limitado à data). Após os 100 passes esgotados o valor passará a 60€ por cada unidade e será iniciada a venda dos bilhetes diários.

Podem ser adquiridos nos seguintes locais:

Venda Online:

Também em formato físico nos seguintes locais:
- Carbono Amadora 
- Glam-o-Rama Lisboa


Ou no evento oficial:

Mais algumas confirmações em breve...
Agarra já o teu passe!!

Under the Doom Festival

24 de julho de 2019

DAD regressam a Portugal em novembro

Os dinamarqueses DAD têm duas atuações marcadas para o mês de novembro. No dia 29 de novembro atuam no Hard Club, no Porto e no dia seguinte em Lisboa, no Capitólio.